0

Rosa mosqueta:

Rosa Mosqueta em seu estado natural Rosa Mosqueta, termo cada vez mais utilizado na boca de especialistas em cosméticos e medicina natural, vem se tornando um dos principais aliados da beleza natural devido ao seu grande poder regenerativo da pele. Muitas mulheres estão comprando óleo de Rosa Mosqueta para a remoção e prevenção de rugas, cicatrizes, manchas e estrias. Durante a gravidez, muitas mulheres também usam óleo de Rosa Mosqueta para prevenir o aparecimento de estrias.

A Rosa Mosqueta (Rosa affinis Rubiginosa) é uma planta silvestre de origem oriental que cresce em climas chuvosos e frios. Esta planta é conhecida na Europa há muitos séculos; entretanto, é nos Andes da América do Sul (especialmente na parte chilena) onde a rosa mosqueta atualmente encontra seu principal habitat. Os nativos araucanos já usavam essa planta para usos múltiplos. As sementes são a fonte para a extração do “Óleo de Rosa Mosqueta”, tão apreciado pela indústria cosmética.

Óleo de rosa mosqueta
Rosa Mosqueta e cuidados com a pele O óleo de Rosa Mosqueta, principal fonte para uso cosmético, é extraído das sementes da fruta Rosa Mosqueta. Este óleo contém altos níveis de ácidos graxos poliinsaturados essenciais, linoléico, oleico e linolênico. Esta riqueza em ácidos graxos essenciais lhe confere o poder de regenerar os tecidos da pele e o crescimento celular (a base de seu poder para a beleza humana).

A fama do óleo de Rosa Mosqueta vem do estudo realizado nos anos 80 pela Universidade de Concepción no Chile, e recentemente em Universidades Européias (Itália, Almania) onde a incrível propriedade curativa do óleo de Rosa Mosqueta foi verificada em 180 pacientes com cicatrizes de vários tipos . Este grande poder regenerativo tem despertado o interesse da indústria cosmética e dos milhões de adeptos que encontram nesta planta (roseira brava) a sua grande aliada nas belezas naturais.

Benefícios do óleo de Rosa Mosqueta

O óleo de Rosa Mosqueta é usado como um dos mais poderosos regeneradores naturais da pele que existem na natureza, sem causar efeitos colaterais. Rosa Mosqueta é um grande aliado para:

A Tez: O uso contínuo do Óleo de Rosa Mosqueta gera várias ações positivas na beleza da pele: rejuvenescimento, ação anti-rugas, anti-inchaço e anti-olheiras.

As vitaminas e nutrientes contidos na Rosa Mosqueta auxiliam no combate ao envelhecimento da pele; alisando as pálpebras, alisando e tonificando a pele.

O Corpo: A rica composição do óleo de Rosa Mosqueta é responsável por sua ação hidratante sobre a pele, conferindo maciez e maciez à pele do corpo. Este óleo também pode ser usado para tratar certos problemas de pele, como estrias e cicatrizes. Durante a gravidez, esse óleo geralmente é comprado para prevenir a formação de estrias.

Mãos e articulações: O óleo de Rosa Mosqueta é um excelente hidratante para as mãos, que tendem a perder textura com o tempo. O óleo de Rosa Mosqueta também é utilizado nos cotovelos, calcanhares e joelhos, pois evita a tendência natural ao ressecamento dessas partes do corpo.

Como usar o óleo de Rosa Mosqueta:
O óleo de Rosa Mosqueta e os produtos derivados dele são normalmente usados ​​em aplicações na pele de uma a três aplicações por dia com massagens circulares para garantir que a pele o absorva.

Os resultados deste poderoso óleo são geralmente perceptíveis da 4ª à 8ª semana de tratamento contínuo.

Óleo de Rosa Mosqueta – Obtendo o Óleo
Para obter o óleo de Rosa Mosqueta, as seguintes etapas são seguidas:

Tratamento Pré-Semente: Para a obtenção do Óleo de Rosa Mosqueta é necessário um processo rigoroso e dedicado no preparo da fruta, realizando basicamente as seguintes etapas:

Colheita: ocorre durante os meses de fevereiro, março e abril. O fruto da roseira brava é colhido manualmente para não danificar a casca.
Pré-secagem da fruta: É realizada em locais apropriados para isso, aproveitando ao máximo a energia solar na produção da secagem.
Secagem: A fruta é colocada em bandejas e o processo de desidratação termina na estufa de secagem em temperaturas que não alteram suas características.
Seleção: O fruto desidratado é moído e também criteriosamente selecionado, nesta fase o fruto é separado da semente.
Extração: A semente de Rosa Mosqueta é submetida a um delicado e cuidadoso processo de extração por prensagem mecânica a frio, onde é obtido o óleo de Rosa Mosqueta.
Os óleos vegetais obtidos por prensagem a frio, não refinados, conservam sem afetar todos os nutrientes que contém de forma natural. No entanto, eles podem conter algumas substâncias tóxicas, como: ácidos graxos livres ou peróxidos, que geralmente são removidos por r meios de refino.

Óleo de Rosa Mosqueta Refinado
Os óleos vegetais que foram extraídos com um solvente podem conter resíduos mínimos daqueles indicados acima, mas se o refino adequado não for realizado, pode haver um solvente residual. Em geral, os óleos vegetais, como o óleo de rosa mosqueta, são submetidos a um processo de refino para eliminar todos os tipos de substâncias tóxicas ou alérgenos que possam conter naturalmente ou devido a poluentes.

Processo de Refino: o processo de refino é realizado nas seguintes etapas:

Desgomando: Faz-se a vapor, mexendo e decantando. Esse processo remove fosfolipídios e outros lipídios polares hidratados, além da remoção parcial de clorofila e carboidratos.
Neutralização. Nesse processo, os ácidos graxos livres são neutralizados com hidróxido de sódio e os sabões são removidos por decantação. Essa etapa é realizada para eliminar os ácidos graxos livres presentes e diminuir a quantidade de corantes naturais, como o caroteno.
Branqueamento: é realizado com terra e carvão ativado, não serve apenas para retirar as tinturas ou pigmentos do óleo. Além disso, são removidos resíduos de fosfolípidos, sabões, compostos oxidantes e metais. A eliminação dessas impurezas é muito importante, pois afetam diretamente a qualidade organoléptica e a estabilidade oxidativa do óleo desodorizado.
Winterização: O óleo é mantido em baixas temperaturas por um certo tempo. É um processo de cristalização especial usado para remover pequenas quantidades de ceras ou ácidos graxos sólidos do óleo, que causam turvação.
Desodorização: Este processo é realizado por arrastamento de vapor, com alto vácuo e temperatura. A maioria dos componentes voláteis que causam o mau cheiro do óleo, ácidos graxos livres, eliminação de peróxidos, esteróis, pesticidas e hidrocarbonetos são eliminados.
Embalagem: Após a desodorização, o óleo é acondicionado em tambores de metal ou plástico, borbulhado e mantido em condições de ambiente inerte, para a utilização desse nitrogênio. Assim, as propriedades físico-químicas e a estabilidade do óleo de Rosa Mosqueta são mantidas.

Resumo de benefícios
O óleo de Rosa Mosqueta regenera e nutre a pele, eliminando visivelmente as rugas e manchas da pele
O óleo de Rosa Mosqueta é usado após uma queima ou após as operações.
A Rosa Mosqueta hidrata, proporciona doçura e frescor à pele.
O óleo de Rosa Mosqueta retarda o envelhecimento da pele.
O óleo de Rosa Mosqueta também é usado para combater o eczema e a psoríase.
O óleo de Rosa Mosqueta é uma excelente cura.
O único caso em que o óleo de Rosa Mosqueta não é recomendado é para pele oleosa ou acne (devido à natureza deste óleo).

 

 

 

 

 

Leave a Comment

Your email address will not be published.

TOP